Flute: Hands on Research 2018 por

logo_hands-onA série de encontros FLUTE: Hands on Research pretende contribuir para a divulgação da Investigação Artística, reforçando o reconhecimento das diferenças epistemológicas entre pesquisa científica e criação artística, conhecimento declarativo e processual, validação científica e apreciação estética.

Esta abordagem foi desenvolvida nos três últimos encontros ‘Hands on Research’, com o objetivo de colmatar a lacuna entre a produção artística e investigação académica,  criando oportunidades de confronto entre os conhecimentos dos artistas e dos pesquisadores, para benefício mútuo. O primeiro encontro teve lugar em abril de 2017 e foi dedicado à flauta; o segundo, em novembro de 2017, focado na guitarra; e em janeiro de 2018, o terceiro encontro concentrou-se no piano. Uma seleção dos trabalhos apresentados nesses encontros, que foram consideradas mais representativos da Investigação Artística, foi recomendada para publicação na ÍMPAR – Revista Online de Pesquisa Artística http://revistas.ua.pt/index.php/impar.

Levando em consideração a experiência adquirida nesses encontros anteriores, FLUTE: Hands on Research 2018 desenvolverá novas estratégias para melhorar a articulação entre produção artística e investigação. Assim, foi estabelecida uma linha temática principal, transversal a todas as categorias de submissão – comunicações, recitais, conferências, recitais conferências, masterclasses, competição de composição/flauta – que coloca a relevância ou pertinência artística no centro da discussão. Portanto, todas as questões relacionadas com valor/qualidade artística e com a apreciação estética terão prioridade na selecção das submissões. Embora outros tópicos relacionados com o repertório de flauta e com a flauta – práticas de performance históricas e modernas, repertório, pedagogia, estética, etnomusicologia, história, análise, organologia e interpretação – também possam ser considerados, os autores são encorajados a relacionar suas contribuições especificamente para as seguintes questões :

  • Como/Quando pode ter uma performance musical relevância artística?
  • A relevância artística deve ser procurada através do seu impacto no público?
  • Em performances de conjunto (orquestras, bandas, consortes, etc.), a quem pertence o mérito de relevância artística? Ao maestro? Ao líder? Ao músico individual?
  • Em que medida, se as houver, as competências altamente refinadas (virtuosismo) determinam a nossa apreciação da música?

Além das propostas que abordam especificamente a principal linha temática, as propostas que se centram nas práticas de performance como investigação são particularmente encorajadas. Os recitais conferência são o formato mais natural para essas propostas.

Além da divulgação do conhecimento, FLUTE: Hands on Research 2018 irá organizar um concurso conjunto para compositores e flautistas que oferecerá uma oportunidade de desenvolver também investigação durante a conferência: uma equipe de investigadores irá coletar e analisar dados durante todas as fases do concurso, monitorizando nomeadamente os critérios de apreciação estética de todos os envolvidos (compositores, artistas e público).

A fim de promover a discussão e melhor sincronizar os interesses dos autores com os objetivos da conferência, serão organizadas duas categorias de sessões temáticas:

  • Sessões específicas para cada período histórico – recitais; recitais conferência; comunicações; etc.
  • Sessões específicas com apresentações ao vivo de músicas do mundo centradas na flauta – Jazz; Flamenco; Irlandês; Tango; Chorinho brasileiro; etc.), que terão lugar todas os dias, das 18h às 20h, no Café Concerto do FLUTE: Hands on Research.

Ainda estamos aguardando a confirmação de outros para adicionar a esta lista, mas já confirmaram sua participação na conferência os seguintes convidados: Adriana Ferreira; Félix Renggli; Irina Stachinskaya; Camilla Hoitenga; Sibel Pensel; Jorge Caryevschi; Leonardo Winter; Marta Gonçalves; Jerica Pavli; Berten D’Hollander; Agata Igras; Rogerio Zerlloti Wolf; Nikolos Dimopoulos; Elsa Nilsson and Michele Gori.


Chamada de trabalhos

A Universidade de Aveiro, o INET-md (Instituto de Etnomusicologia, Centro de Estudos em Música e Dança) em colaboração com a APF-Associação Portuguesa de Flautas acolherá o encontro FLUTE: Hands on Research 2018, na Universidade de Aveiro, Aveiro, Portugal , de 28 a 31 de julho de 2018.

As propostas e os trabalhos completos devem ser preferivelmente em inglês, para terem uma maior audiência, embora também sejam aceites em português e em espanhol.

As propostas devem ser enviadas até o dia 20 de Maio de 2018 (Nova data) através da plataforma Easy Chair, formatadas de acordo com a natureza da proposta de entre as seguintes categorias:

Recitais conferência

O resumo deve conter um máximo de 350 palavras e deve abordar as seguintes questões:

  • Qual foi a pergunta/proposta de investigação que orientou o trabalho?
  • Quais os resultados alcançados?
  • Como é que a produção artística está articulada com esses resultados?

O resumo também deve incluir informações sobre:
(i) a duração da apresentação (máximo de 35 minutos mais 10 minutos para discussão);
(ii) link para um vídeo do youtube da performance proposta (podendo optar por fazer o upload do seu vídeo como “não listado”, “visualização privada” ou “visualização pública”).

No campo “other documents” na plataforma Easy Chair deve fazer ‘upload’  da seguinte informação, num único PDF:
(i) um CV artístico curto do(s) apresentador(es);
(ii) quaisquer requisitos técnicos ou materiais necessários para a parte do recital.

Comunicações

As comunicações terão uma duração máxima de 20 minutos mais 10 minutos para discussão. O resumo deve conter um máximo de 350 palavras e deve abordar as seguintes questões:

  • Qual foi o problema de investigação que deu origem ao trabalho?
  • Qual foi o objetivo delineado para resolver esse problema?
  • Qual foi o método foi usado?
  • Quais os resultados alcançados?
  • Quais são as implicações desses resultados para o ensino/aprendizagem da flauta e/ou para a performance?

Recitais

Os recitais terão uma duração máxima de 30 minutos e as propostas devem abordar as seguintes questões:

  • Qual é o programa do concerto?
  • Qual é o grau de inovação da proposta?
  • Por que a inclusão deste Recital será pertinente para a conferência FLUTE: Hands on Research?

O resumo também deve incluir informações sobre uma gravação que será avaliada pela Comissão Artística e Científica. A gravação deverá ser enviada como um link para um vídeo do youtube  (podendo optar por fazer o upload do seu vídeo como “não listado”, “visualização privada” ou “visualização pública”).

No campo “other documents” na plataforma Easy Chair deve fazer ‘upload’ da seguinte informação, num único PDF:
(i) um CV artístico curto do(s) apresentador(es);
(ii) quaisquer requisitos técnicos ou materiais necessários para o recital.

Painéis

Os resumos do painel devem abordar as seguintes questões:

  • Qual é o tópico do painel?
  • Como cada um dos trabalhos envolvidos neste painel trata este tópico?
  • Qual foi o problema de investigação que deu origem a cada um desses trabalhos? Qual foi o objetivo delineado para resolver esse problema?
  • Qual método foi usado?
  • Quais os resultados alcançados por cada um dos trabalhos propostos?
  • Quais são as implicações desses resultados para a pedagogia da flauta e/ou para a performance?
  • Por que a inclusão deste painel é pertinente para FLUTE: Hands on Research 2018?

Além do resumo do painel – máximo de 350 palavras – envie detalhes sobre os participantes do painel, incluindo suas afiliações institucionais, e os temas de cada apresentação individual e resumos respectivos – máximo de 200 palavras. O painel, incluindo o debate, terá uma duração máxima de 90 minutos.

Apresentação de projetos

O comissão organizadora não estipula nenhum modelo específico para estas propostas, mas recomenda que elas incluam informações sobre duração (máximo 30 minutos), contexto, objetivos, métodos e resultados, não excedendo 350 palavras. Os resumos devem abordar as seguintes questões:

  • Qual é o objetivo deste projeto?
  • Quais são os resultados esperados deste projeto?
  • Quais são as possíveis implicações desses resultados para a pedagogia da flauta e/ou para a performance?

Demonstração de abordagens pedagógicas

Essas demonstrações terão uma duração máxima de 20 minutos. Os resumos não devem exceder 350 palavras e devem abordar as seguintes questões:

  • Qual abordagem pedagógica será discutida?
  • Como será demonstrado?
  • Qual é a relevância desta abordagem para o ensino e a performance da flauta?

Workshops

Envie uma descrição detalhada e a duração da sua proposta de WS. Os resumos não devem exceder 350 palavras e devem abordar as seguintes questões:

  • Qual será o tema deste WS?
  • Qual é a relevância deste tema para a performance  e/ou ensino da flauta?
  • Qual/como será a parte prática deste WS?
  • Qual metodologia será usada para abordar a parte prática (ou seja, estratégias, exercícios etc.)?
  • Por que a inclusão deste workshop é pertinente para FLUTE: Hands on Research 2018?

Instalações performativas

Os resumos não devem exceder 350 palavras e devem abordar as seguintes questões:

  • Qual é o objetivo desta instalação performativa?
  • Justifique porque esta proposta é inovadora?
  • Porque é que esta instalação é pertinente para FLUTE: Hands on Research 2018?

Use o campo ‘outros documentos’ na plataforma Easy Chair para enviar os requisitos técnicos/materiais necessários.

Competição conjunta para compositores e flautistas

FLUTE: Hands on Research 2018 vai sediar uma competição “dois em um”:

  1. Prémio para a melhor composição centrada na flauta, solo ou acompanhada (por outro(s) instrumento(s), sons pré-gravados ou gerados em tempo real), com uma duração máxima de 7 minutos.
  2. Prémio para o melhor performance de flauta das composições submetidas

As inscrições devem ser gravações das composições até 15 de junho de 2018, para deca-hands_on@ua.pt. Cada uma das peças selecionadas deve ser interpretada no concerto da competição, no último dia da conferência (31 de julho), pelo mesmo flautista que fez a gravação aquando da submissão.

Informações adicionais sobre a competição sobre prémios e regras serão publicadas em breve na plataforma IMPAR: http://artisticresearch.web.ua.pt/index.php/en/

Se tiver dúvidas (registo, viagem, acomodação), não hesite em contactar-nos em deca-hands_on@ua.pt


Prazos importantes

O prazo para submissão da proposta é 20 de Maio de 2018 (Nova data)

A aceitação de propostas, após um processo de avaliação pela comissão científica e artística, será comunicada o mais tardar em 31 de maio de 2018, sendo notificadas as propostas de fora da Europa o mais rapidamente possível.

O prazo para submissão para a Competição conjunta para compositores e flautistas é 15 de Junho de 2018.


Edições passadas: Flute Hands on Research 2017